Presidente da COP28 diz que respeita a ciência climática

O presidente da COP28, Sultan Ahmed Al Jaber, afirmou nesta segunda-feira que respeita as recomendações científicas sobre a mudança climática e pediu a redução de 43% das emissões dos gases do efeito estufa até 2030.

"Nós estamos aqui porque acreditamos e respeitamos muito a ciência", disse Jaber em uma entrevista coletiva, após o vazamento de um vídeo em que teria questionado se para atingir a neutralidade em emissões de carbono é imprescindível eliminar os combustíveis fósseis.

"Tudo em que esta presidência tem trabalhado, e continua trabalhando, está focado e centrado na ciência", disse Jaber.

O presidente da COP28 reconheceu que as emissões globais de gases do efeito estufa devem ser reduzidas em 43% até 2030, como parte dos esforços para alcançar a meta de neutralidade e limitar o aquecimento a 1,5ºC na comparação com a era pré-industrial. 

O jornal britânico The Guardian publicou um vídeo no domingo que mostra uma conversa exaltada de Jaber com a ex-primeira-ministra irlandesa Mary Robinson durante um fórum virtual. 

"Não estou de forma alguma aderindo a uma discussão alarmista", disse Jaber na conferência online 'SHE Changes Climate', em 21 de novembro.

"Sou factual e respeito a ciência, e não existe nenhuma ciência, ou nenhum cenário, que diga que a eliminação progressiva dos combustíveis fósseis é o que vai conseguir 1,5º C", acrescentou o presidente da COP28.

bl-ico/jz/avl/fp

© Agence France-Presse

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes