Irlanda festeja centenário da Revolta da Páscoa

Milhares de pessoas foram hoje (27) às ruas de Dublin, na Irlanda, para marcar o centésimo aniversário da Revolta da Páscoa, uma rebelião contra o domínio britânico que abriu caminho para a independência do país. As comemorações marcaram os seis dias de revolta, quando rebeldes tomaram edifícios por toda a capital e declararam a República Irlandesa, na páscoa de 1916.

Neste domingo, a data foi assinalada com uma parada militar, incluindo tanques e aeronaves militares e o desfile de forças de emergência. O presidente irlandês, Michael Higgins, deu início às cerimônias colocando uma coroa de flores em Kilmainham Gaol, onde foram mortos 14 dos 16 rebeldes executados pelos britânicos, e depois outra no General Post Office, onde era o quartel-general dos rebeldes. Foi observado um minuto de silêncio em memória de todas as vítimas.

Uma banda militar tocou a melodia "Danny Boy" e um oficial militar leu a proclamação de 1916, na qual se declarava "o direito do povo da Irlanda à propriedade da Irlanda". "É muito emocionante", disse Patrick Morrison, um homem de 72 anos que viajou com o neto do estado norte-americano da Pensilvânia para as comemorações.

A revolta começou em 24 de abril de 1916, quando mais de mil militantes tomaram conta de vários edifícios da cidade. A Grã-Bretanha enviou reforços e bombardeou a cidade e os dias de luta que se seguiram terminaram com a rendição dos revoltosos no dia 29 de abril. A opinião pública estava inicialmente contra os rebeldes, mas a repressão que se seguiu a esses acontecimentos e a prisão de milhares de pessoas levaram a uma onda de apoio à independência.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos