MPF pede à Polícia Federal que investigue delações da Odebrecht em São Paulo

Bruno Bocchini - Repórter da Agência Brasil

O Núcleo de Combate à Corrupção (NCC), do Ministério Público Federal (MPF) em São Paulo, requisitou à Polícia Federal (PF) a abertura de 12 inquéritos policiais para investigar irregularidades delatadas por executivos da Odebrecht ocorridas no estado de São Paulo.

Segundo o MPF, as delações fazem referência a pagamentos de propina e caixa 2 da construtora a agentes públicos e candidatos, principalmente nas eleições de 2010, 2012 e 2014. Entre os casos que pede para serem apurados estão os financiamentos de campanhas a presidente da República, governador, prefeito, deputado federal e deputado estadual.

"A suspeita é de que o dinheiro tenha sido repassado pela Odebrecht às candidaturas sem declaração à Justiça Eleitoral. Há também informações sobre o pagamento de vantagens indevidas a integrantes de prefeituras paulistas e do governo do estado para o favorecimento da empresa em concessões e obras públicas, como as da Linha-2 do Metrô e da Rodovia Carvalho Pinto", disse o MPF em nota.

Os casos que o MPF pede que a PF investigue foram encaminhados pelo ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (SPF), à primeira instância da Justiça Federal em São Paulo. "Os procuradores que compõem o NCC aguardam a autorização da PGR [Procuradoria-Geral da República] para a formação de uma força-tarefa dedicada às investigações. A constituição do grupo possibilitará que os membros atuem de maneira mais integrada e colaborativa, agilizando o andamento dos trabalhos".

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos