PUBLICIDADE
Topo

Disque 100 tem canal para atender atingidos por tragédia em Brumadinho

26.jan.2019 - Lama invade casas do bairro Parque da Cachoeira, em Brumadinho - Eduardo Anizelli/ Folhapress
26.jan.2019 - Lama invade casas do bairro Parque da Cachoeira, em Brumadinho Imagem: Eduardo Anizelli/ Folhapress

26/01/2019 15h01

A partir deste sábado (26), o Disque 100 passa a atender com prioridade demandas relativas ao rompimento da barragem de rejeitos da mineradora Vale, em Brumadinho (MG). De acordo com o Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos, a proposta é que o serviço funcione como um canal especial para que pessoas atingidas pela tragédia possam denunciar qualquer violação de direitos ou solicitar ajuda na busca por desaparecidos.

A ligação é gratuita e as solicitações, segundo a pasta, serão encaminhadas aos órgãos competentes para que tomem providências imediatas, sobretudo em situações de socorro. Em parceria com os governos estadual e municipal, uma rede de voluntários acionada pelo ministério deve ajudar na localização e no acolhimento às vítimas e seus familiares.

Disque 100

O Disque 100 funciona diariamente, 24 horas por dia, incluindo sábados, domingos e feriados. As ligações podem ser feitas de todo o Brasil por meio de discagem gratuita, de qualquer terminal telefônico fixo ou célular, discando 100.

O rompimento da barragem de rejeitos B1 ocorreu no início da tarde de ontem (25), na Mina Córrego do Feijão. A quantidade de rejeito acumulada na estrutura fez com que uma outra barragem transbordasse. A lama atingiu uma área administrativa da companhia e parte da comunidade de Vila Ferteco.

O Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais registrou, até o início da madrugada de hoje, nove mortes após o rompimento da barragem. O último balanço da corporação aponta ainda o resgate de nove pessoas com vida da lama de rejeitos e de cerca de 100 pessoas que estavam ilhadas.