PUBLICIDADE
Topo

Chuva: aumenta número de desalojados e desabrigados no Espirito Santo

Enchentes no Espírito Santo deixam cidades em estado de calamidade - Adriano Zucolotto/Governo do Espírito Santo/AFP Photo
Enchentes no Espírito Santo deixam cidades em estado de calamidade Imagem: Adriano Zucolotto/Governo do Espírito Santo/AFP Photo

28/01/2020 14h41

As fortes chuvas que caíram nos últimos dias no Espírito Santo ampliaram para 10.633 o número de desalojados no estado - ontem, o número estava em 10.089.

O número de desabrigados também subiu nas últimas 24 horas, passando de 1.312 para 1.918, conforme balanço divulgado às 11h desta terça-feira (28) pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Sesp).

De acordo com as autoridades locais, nem todos os novos casos registrados são de pessoas afetadas nas últimas horas. Como a relação é feita pela Sesp, e as prefeituras demoram algum tempo para comunicar as ocorrências registradas, algumas destas pessoas podem ter sido obrigadas a deixar suas casas logo nos primeiros dias de chuva forte.

São consideradas desalojadas as pessoas que tiveram de deixar suas casas e se abrigar na casa de parentes, amigos ou buscar outras opções temporárias. Já os desabrigados são aqueles que estão acomodados provisoriamente em locais públicos improvisados - na maioria dos casos, em escolas ou igrejas.

Desde que as chuvas se intensificaram, no dia 17, já foram contabilizadas nove mortes e seis feridos no Espírito Santo .

O Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural informa que, nas próximas horas, o tempo permanecerá instável, com previsão de pancadas de chuva ao longo do dia em todas as regiões. No litoral, a previsão é de ventos soprando "com até moderada intensidade".

A possibilidade de eventos geo-hidrológicos (influência da chuva no solo) é considerada "muito alta" no centro-sul do estado, por causa dos "altos acumulados dos últimos dias e da continuidade de chuvas previstas para essa região". Para o lado mais ao norte, a possibilidade de ocorrência desse tipo de evento é "alta".

Para esta quarta-feira (29), a previsão é de que as chuvas decorrentes da Zona de Convergência do Atlântico Sul comecem a perder força, mas o tempo deve continuar instável em parte do estado. Há previsão de pancadas de chuva na região sul e em trechos das regiões Serrana e Grande Vitória.

A Polícia Rodoviária Federal informou que, às 11h, havia registros de obstrução em algumas rodovias estaduais. A rodovia ES-297 apresentava obstrução nos distritos de Ponte de Itabapoana (Mimoso do Sul);Iurú e Apiacá; e nos quilômetros 14 e 15.

Na rodovia ES-379, havia obstrução na altura do Km 107, na ponte de acesso ao bairro de Aracuí (entre o acesso à Cava Roxa e Uniaves), em Castelo; no entroncamento entre Irupi e a BR-262; e no entroncamento com a ES-484, em Muniz Freire.

Há também obstruções nas estradas estaduais ES-493 e ES-185 (Guaçuí e Divino ão Lorenço) e no contorno de Aracuí, da ES-165. A pista foi interditada a 1 quilômetro da Igreja Católica, sentido Castelo.

Notícias