PUBLICIDADE
Topo

Rio chama 1,9 mil profissionais de saúde para combate ao coronavírus

Pedro Rances Mattey/picture alliance via Getty Images
Imagem: Pedro Rances Mattey/picture alliance via Getty Images

18/05/2020 10h46

A prefeitura do Rio de Janeiro chamou nesta segunda-feira (18) 1,9 mil profissionais de saúde para a linha de frente do tratamento da covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. As convocações, que incluem 1.438 médicos, estão publicadas no Diário Oficial do Município e no site da empresa pública RioSaúde.

As convocações são para candidatos inscritos no processo seletivo Emergencial - Coronavírus. Os profissionais que tiverem as contratações efetivadas se apresentam nos hospitais em que serão lotados já nos próximos dias.

Até o dia 15 de maio, a RioSaúde já havia efetivado 3.327 contratações para os hospitais Municipal Ronaldo Gazolla, de Campanha no Riocentro, Federal de Bonsucesso e Universitário Clementino Fraga Filho (Fundão/UFRJ). Foram admitidos até agora 755 médicos, segundo a prefeitura.

Além de médicos (clínico, intensivista e intensivista pediátrico), as publicações desta segunda-feira são também para farmacêuticos e técnicos de enfermagem.

Os convocados devem comparecer nas datas e locais indicados para apresentar a documentação que comprove a formação, especialização e experiência que informaram no formulário de inscrição online.

Se a documentação estiver correta, eles entregam a Carteira de Trabalho para assinatura e preenchimento do contrato e já são orientados a comparecer à unidade em que foram lotados.

As contratações são por tempo determinado, enquanto durar a crise sanitária causada pela pandemia do coronavírus. Os profissionais têm a carteira assinada pelo regime CLT e recebem, além dos salários, todos os benefícios previstos em lei e outros comuns aos funcionários da RioSaúde. O processo seletivo da RioSaúde continua com inscrições abertas para médicos, nos editais 046 e 074/2020.

Coronavírus