PUBLICIDADE
Topo

Cabral diz que não permitirá transposição do rio Paraíba

20/03/2014 13h06Atualizada em 21/03/2014 09h09

O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB), falou nesta quinta-feira (20), em sua conta no Twitter sobre a possibilidade de transposição do rio Paraíba do Sul apresentada pelo governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB). Em nota, Cabral negou que tenha autorizado a captação na bacia do Paraíba do Sul.

"Jamais permitirei que se retire água que abastece o povo do Estado do Rio de Janeiro. O governador (Geraldo) Alckmin, com quem tenho excelente relação, me ligou para expor essa ideia. Disse a ele que formalizasse a proposta e que eu enviaria aos órgãos técnicos", escreveu. "Mas já adianto: nada que prejudique o abastecimento das residências e das empresas do Estado do RJ será autorizado."

A transposição das águas do rio Paraíba do Sul precisa ser autorizada pela ANA (Agência Nacional de Águas), que ainda não recebeu pedido formal para análise da proposta.

O governador de São Paulo afirmou que o projeto não vai prejudicar o Rio de Janeiro. "Nós vamos dar todas as garantias. As vazões mínimas todas estão garantidas. Agora é preciso ter um aproveitamento melhor das águas", afirmou Alckmin, durante entrevista em Campinas. Ele apresentou o projeto construção de um duto ligando o reservatório Jaguari, que fica em Igaratá, na bacia hidrográfica do Paraíba do Sul, com o reservatório Atibainha, do Sistema Cantareira, na bacia dos rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí.