Violência em São Paulo

Vereador e filhos matam dois ladrões em SP

Em São Paulo

  • Facebook/Reprodução

    O vereador Salomão Pereira (PSDB/SP)

    O vereador Salomão Pereira (PSDB/SP)

Dois homens acusados de roubo foram mortos ontem na casa do vereador Salomão Pereira (PSDB). Ele e os filhos Michel e William contaram à polícia que entraram em luta corporal contra a dupla, que invadiu a casa da família, no Jardim Bonfiglioli, zona oeste de São Paulo, na madrugada de sexta-feira (6).

Depois de recolherem equipamentos eletrônicos da casa - como televisões e notebooks -, os suspeitos exigiram dinheiro da família. Segundo o relato das vítimas, o filho do vereador se atracou com um dos bandidos quando ele apontou o revólver para a cabeça do pai.

Após conseguirem desarmar o ladrão, o vereador usou o revólver de calibre 32, com numeração raspada, para atirar três vezes contra o outro assaltante. O suspeito foi atingido por ao menos uma das balas, na altura do peito, e morreu na hora.

O outro bandido teria tentado pegar uma faca e foi dominado pelo vereador e seus filhos. Durante a luta corporal, ele terminou asfixiado por um dos filhos de Pereira e desmaiou. O homem chegou a ser socorrido, mas morreu.

De acordo com a Polícia Civil, Pereira, de 65 anos, voltava com a mulher do Anhembi, onde as escolas de samba fizeram o primeiro dia de desfiles do Grupo Especial. O casal entrava com o carro na garagem, quando os assaltantes o dominaram. Um vigilante noturno da rua testemunhou a ação.

As vítimas foram levadas para dentro do imóvel e os dois filhos, que dormiam, foram acordados. Ninguém da família do vereador se feriu durante o confronto com os bandidos.

Investigação

Após o desfecho, Pereira chamou a polícia e alegou legítima defesa. A arma foi apreendida para perícia, e os investigadores descartam a hipótese de crime encomendado. A ocorrência foi registrada no 14º DP (Pinheiros).

Os bandidos usavam um Chevrolet Cobalt, roubado no mesmo bairro uma semana antes do crime. Os dois criminosos mortos foram reconhecidos pelos donos do veículo. Segundo eles, um terceiro suspeito participou do assalto. Ainda não se conhece a identidade dos três.

A assessoria de imprensa do vereador informou que a família ficou abalada com o crime e todos os esclarecimentos foram dados à polícia. Ele assumiu o cargo na Câmara em 2015, como suplente de Marco Aurélio Cunha (PSD). Pereira é conhecido por defender taxistas contra o aplicativo Uber. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos