Violência no Rio

Deputado Flávio Bolsonaro troca tiros com bandidos durante assalto no Rio

No Rio

  • Divulgação/Site pessoal

O deputado estadual Flávio Bolsonaro (PSC-RJ) trocou tiros com dois bandidos durante um assalto na manhã desta terça-feira (12) na avenida das Américas, na Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio. Os criminosos estavam em duas motos e um deles chegou a ser atingido, mas a dupla conseguiu fugir.

Bolsonaro prestou depoimento no começo desta tarde na 16ª Delegacia de Polícia, na Barra da Tijuca, na zona oeste da cidade. Ele é filho do deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ).

A tentativa de assalto aconteceu quando o deputado estadual seguia de carro para a Assembleia Legislativa do Rio, por volta das 11h, acompanhado de seu segurança.

"Estávamos parados no sinal (vermelho) quando percebemos dois homens, em motos, assaltando o carro ao lado. Meu segurança é policial militar, desceu do veículo e deu voz de prisão. Mas o bandido sacou a arma e atirou", disse Bolsonaro. O segurança e o deputado reagiram, segundo Bolsonaro.

Na troca de tiros, o carro do deputado estadual foi atingido por pelo menos seis tiros. Mesmo assim, Bolsonaro e seu segurança ainda perseguiram os assaltantes na tentativa de alcançar pelo menos o que foi baleado. "Não deu nem para ver quem era a vítima do assalto, mas espero que essa pessoa apareça para registrar a ocorrência e reconhecer os bandidos", afirmou o deputado.

Bolsonaro disse que possui porte de arma e fez críticas à segurança pública no Rio. "Em plena manhã, com todo mundo na rua, é muita certeza da impunidade. Está passando dos limites", afirmou. As Polícias Civil e Militar fazem buscas em hospitais na tentativa de capturar o assaltante baleado.

De acordo com o delegado Marcus Vinícius Almeida Braga, titular da 16ª DP, "diligências estão em andamento para apurar ocorrência envolvendo o deputado estadual Flávio Bolsonaro". Na noite de 21 de janeiro deste ano, o irmão do deputado presenciou um tiroteio em outra tentativa de assalto no Rio.

Na ocasião, o vereador do Rio Carlos Bolsonaro (PP) estava em um táxi no Túnel Rebouças, que faz ligação entre a Tijuca e a zona sul, quando assaltantes fizeram um arrastão. Houve troca de tiros e uma das balas atingiu o táxi onde estava o vereador. Ninguém ficou ferido.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos