Luciano Huck critica justiça por bloqueio do WhatsApp e ganha apoio de Zuckerberg

São Paulo - Após decidir pelo bloqueio do aplicativo WhatsApp, que ficou fora do ar por 24 horas, a justiça brasileira conseguiu irritar cerca de 100 milhões de pessoas que utilizam o comunicador instantâneo no país. Uma delas foi o apresentador Luciano Huck, que, inclusive, declarou sua indignação através de uma postagem no Facebook.

"Não foi fácil sobreviver 24h sem Whatsapp… rs. Mas cá estou. O ‘grupo das avós’, o ‘grupo da família’, o ‘grupo dos amigos do peito’… todos silenciados. Não só pelos ‘meus grupos’, estou feliz pelos 100 milhões de brasileiros que ontem foram silenciados e hoje puderam voltar a se comunicar. Achei um absurdo esta história, mais uma vez a estranha rotina no Brasil, de o interesse de poucos prejudicar muitos. Internet e a proteção da privacidade são fundamentais para manter a voz dos brasileiros livre. #internetlivre #sempre #bomsenso #pensaremtodos", desabafou o artista.

O que ele não esperava, porém, é que, devido à repercussão da mensagem, o próprio Mark Zuckerberg, o dono do Facebook e também do WhatsApp, fosse apoiá-lo. Na postagem, o mandatário comentou: "Luciano Huck, obrigado por se fazer ouvir e por defender uma internet livre para todos". Como era de se esperar, ganhou muitos e muitos 'likes' dos usuários brasileiros da rede.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos