Lewandowski abre sessão para ouvir depoimento de Dilma Rousseff

Brasília - O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do processo de impeachment, Ricardo Lewandowski, deu início nesta segunda-feira, 29, à sessão na qual a presidente afastada da República, Dilma Rousseff, fará seu depoimento. Ele explicou as regras para os senadores e disse que todos são bem-vindos para acompanhar a sessão nas galerias do Congresso.

Ressaltou, porém, que não serão permitidas manifestação, favoráveis ou contrárias.

Lewandowski explicou ainda que Dilma terá 30 minutos para seu depoimento, podendo esse prazo ser prorrogado. Os senadores terão cinco minutos para as perguntas e Dilma poderá usar o tempo que quiser para responder. Inclusive, ela não é obrigada a responder às perguntas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos