Coronel é assassinado em Maricá (RJ)

Rio - O coronel da Polícia Militar do Rio Ivanir Linhares Fernandes Filho, de 49 anos, foi morto a tiros na manhã desta quarta-feira (31) no centro de Maricá (Região Metropolitana do Rio). O carro em que ele estava foi interceptado por um Jeep, de onde três ocupantes dispararam 17 tiros e fugiram. Oito disparos atingiram o coronel, que morreu enquanto era levado de helicóptero para o Hospital Estadual Alberto Torres, na vizinha cidade de São Gonçalo.

O sargento foi levado ao Hospital Municipal Conde Modesto Leal, em Maricá, teve o tórax drenado e depois foi transferido para o Hospital Alberto Torres.

Fernandes Filho estava na PM havia 29 anos e atualmente ocupava o posto de subcomandante do 4° Comando de Policiamento de Área (CPA). A Polícia Civil trabalha com duas hipóteses para tentar esclarecer o crime: que ele tenha sido vítima de latrocínio (roubo seguido de morte), como afirmou à polícia o sargento que o acompanhava, ou que ele tenha sido morto em função de sua atuação como juiz do Conselho Especial da Justiça Militar, órgão do Tribunal de Justiça do Rio.

Fernandes Filho atuava como juiz em dois processos em que outros oficiais da corporação são acusados de desviar mais de R$ 16 milhões do Fundo de Saúde da PM (Fuspom). O oficial participaria de uma audiência na próxima sexta-feira (2).

O delegado Fábio Barucke, titular da Delegacia de Homicídios de São Gonçalo e Niterói, afirmou que o carro usado pelos criminosos era clonado e já havia sido usado em outros crimes praticados em Niterói, também na Região Metropolitana. A polícia está investigando se o coronel vinha sofrendo ameaças de morte. (Fábio Grellet)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos