PT orienta defesa de Lula por seus candidatos

Em São Paulo

  • Nelson Antoine/Framephoto/Estadão Conteúdo

    15.set.2016 - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez um pronunciamento, em um hotel no centro de São Paulo, sobre a denúncia oferecida pelo Ministério Público Federal (MPF) contra ele, sua mulher, Marisa Letícia, e mais seis pessoas na Operação Lava Jato

    15.set.2016 - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez um pronunciamento, em um hotel no centro de São Paulo, sobre a denúncia oferecida pelo Ministério Público Federal (MPF) contra ele, sua mulher, Marisa Letícia, e mais seis pessoas na Operação Lava Jato

O Diretório Nacional do PT determinou na sexta-feira (16) que todos os candidatos a prefeito do partido em capitais, cidades com possibilidade de 2º turno e municípios onde existe geração de rádio e TV, usem seus espaços no horário eleitoral gratuito para fazer a defesa de Luiz Inácio Lula da Silva após o ex-presidente ser alvo de denúncia por corrupção e lavagem de dinheiro na Lava Jato.

Segundo o presidente nacional do PT, Rui Falcão, a direção do partido vai elaborar uma nota padrão com aproximadamente 30 segundos de duração que será distribuída a todos candidatos nos próximos dias. Embora se trate de uma orientação formal do partido, a divulgação não será obrigatória.

"Não vamos ficar discutindo com cada prefeito. Vamos remeter a nota e dizer que esta é uma orientação do Diretório Nacional, mas não é obrigatória. Estamos fazendo a disputa eleitoral. Existem visões diferentes", disse Falcão.

A orientação é o primeiro sinal do impacto negativo da denúncia de Lula sobre o PT. A defesa do petista soterrou todos os demais temas que deveriam ser discutidos na reunião ampliada da cúpula partidária realizada anteontem em um hotel na região central de São Paulo. A decisão sobre a reformulação das direções foi adiada para o dia 7 de outubro, quando o partido também vai definir data e o formato do congresso nacional do PT.

Campanha de Haddad vai seguir orientação

Até a quinta-feira passada, quando virou alvo de denúncia da Lava Jato por causa do triplex no Guarujá, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva gravou 435 vídeos com mensagens de apoio a candidatos a prefeito do PT e outros partidos aliados.

Em um estúdio montado especialmente para esta tarefa em São Paulo, Lula recebeu até candidatos de pequenas cidades onde nem sequer existe propaganda eleitoral na TV, em busca de apoio. Nestes casos os vídeos são divulgados na internet.

É o caso da pequena Picuí, na Paraíba, onde a mensagem de Lula em apoio a Olivanio Remigio, teve 13 mil visualizações. A cidade tem 14 mil eleitores.

Em São Paulo, onde a rejeição ao PT é maior, a campanha de Fernando Haddad vai aderir à orientação do PT nacional. "A campanha está aberta a Lula sempre, principalmente neste momento", disse Paulo Fiorilo, presidente municipal do PT. (As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos