Aldo Rebelo anuncia saída do PSB por causa de Joaquim Barbosa

Caio Sartori

São Paulo

  • Charles Sholl/Futura Press/Estadão Conteúdo

O ex-ministro dos governos Lula e Dilma Aldo Rebelo anunciou nesta quinta-feira, 12, via Twitter, que se afastará do PSB. Rebelo, que ingressou no partido em setembro de 2017, disse que sua saída se dá por causa da possível candidatura do ex-presidente do STF Joaquim Barbosa à Presidência da República. Barbosa se filiou à legenda na última sexta-feira, 6.

"Impossibilitado de acompanhar a manifesta inclinação da direção partidária pela candidatura do ilustre ministro Joaquim Barbosa, comunico meu afastamento do PSB", escreveu. "Continuarei apoiando a candidatura de Márcio França em São Paulo e outros projetos regionais do Partido."

A ala pessebista do novo governador de São Paulo, Márcio França, é contra candidatura própria ao Planalto. Defendia uma coligação com o PSDB de Geraldo Alckmin, de quem França era vice até semana passada. A hipótese foi descartada pelo partido, que tenta emplacar um discurso de retorno às origens de centro-esquerda.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos