PUBLICIDADE
Topo

Está tudo certo para a cirurgia de Bolsonaro nesta segunda-feira, diz médico

23.jan.2019 - O presidente Jair Bolsonaro durante o Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça - Alan Santos/PR
23.jan.2019 - O presidente Jair Bolsonaro durante o Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça Imagem: Alan Santos/PR

Daniel Weterman

Brasília

25/01/2019 10h08

Está "tudo certo" para a cirurgia do presidente Jair Bolsonaro, na segunda-feira, 28, afirmou o cirurgião Antonio Luiz de Vasconcellos Macedo, que vai comandar a equipe que realizará o procedimento para retirada da bolsa de colostomia, nos Hospital Albert Einstein, em São Paulo.

A cirurgia, de acordo com o médico, será realizada pela manhã. Procedimentos como esse levam de três a quatro horas, afirmou. No domingo, 27, Bolsonaro viaja à capital paulista para exames pré-operatórios. "Está tudo bem com ele, está tudo perfeito com ele. Ele está muito bem", relatou o cirurgião.

Três cirurgiões, dois anestesistas e uma instrumentadora irão executar o procedimento. Ao lado de Macedo, estarão responsáveis pela cirurgia outros dois gastroenterologistas: os médicos Julio Gozani e Rodolfo Di Dario.

O período de recuperação, declarou Macedo, só será possível prever após o procedimento. "Quando terminarmos a cirurgia, podemos emitir um boletim e explicar quantos dias demora a recuperação. Depende muito, não tem nada previsível", disse.

O governo Bolsonaro teve início em 1º de janeiro de 2019, com a posse do presidente Jair Bolsonaro (então no PSL) e de seu vice-presidente, o general Hamilton Mourão (PRTB). Ao longo de seu mandato, Bolsonaro saiu do PSL e ficou sem partido. Os ministérios contam com alta participação de militares. Bolsonaro coloca seu alinhamento político à direita e entre os conservadores nos costumes.