PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
4 meses

Rio tem estoque de vacina garantido somente até sábado, dia 13

Mulher recebe a primeira dose da vacina CoronaVac no Rio - THIAGO RIBEIRO/ AGIF/ ESTADÃO CONTEÚDO
Mulher recebe a primeira dose da vacina CoronaVac no Rio Imagem: THIAGO RIBEIRO/ AGIF/ ESTADÃO CONTEÚDO

Marcio Dolzan

11/02/2021 12h03

Rio - O Rio corre o risco de suspender a vacinação contra a covid-19 a partir da próxima semana. Segundo a SMS (Secretaria Municipal de Saúde), as doses em estoque são suficientes para manter o programa somente até este sábado (13).

"Até o momento, o município tem em estoque vacinas para atender a demanda até sábado, além da segunda dose dos que receberam a primeira", diz trecho de nota encaminhada pela secretaria.

A pasta informou ainda que "conta com a chegada de novas doses a partir da próxima semana. Caso essa entrega não aconteça, o calendário será interrompido".

O governo do estado informou que a capital fluminense retirou 50 mil doses da vacina na terça-feira (9) e que um novo lote depende do envio por parte do Ministério da Saúde. Por ora, não há data prevista para que isso ocorra.

Em São Gonçalo, na região metropolitana do Rio, a vacinação recomeçou hoje. Ela havia sido suspensa por falta de doses no fim de semana passada.

A imunização na cidade, contudo, também não deverá durar muitos dias. A projeção é que a remessa atual seja suficiente para três dias. A vacinação na cidade será feita até amanhã, e retomada na quarta-feira da semana que vem, depois do feriadão de Carnaval.

Cronograma de vacina adiantado

Em entrevista à Globonews, o secretário municipal de Saúde do Rio de Janeiro, Daniel Soranz, disse que a cidade é a capital que está mais adiantada na campanha de vacinação.

"A gente já finalizou o grupo de 90 anos ou mais. Agora essa semana a gente finaliza todos os idosos acima de 85 anos e nosso objetivo é continuar a campanha de 80 a 85 na semana que vem. A gente consome em média 15 mil doses por dia de vacinas e a gente tem estoque para vacinação até segunda ou terça-feira".

O secretário também orientou que todos os que tomaram a primeira dose compareçam no dia marcado nos cartões de vacina para não perder a segunda aplicação do imunizante contra a covid-19.

"Tem uma coisa que a gente chama de abrasamento, que é a data da segunda dose, indicada no cartão de vacinação. A gente optou por garantir a segunda dose no almoxarifado central da prefeitura do Rio de Janeiro para que a gente possa garantir a segunda dose para todos.

Coronavírus