PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Queiroga: País está perto de assinar acordo para mais 100 mi de doses da Pfizer

Contrato negociado com a Pfizer é o segundo e prevê primeiras doses entregues em outubro - Claudio Furlan/Dia Esportivo/Estadão Conteúdo
Contrato negociado com a Pfizer é o segundo e prevê primeiras doses entregues em outubro Imagem: Claudio Furlan/Dia Esportivo/Estadão Conteúdo

Matheus de Souza

03/05/2021 12h51Atualizada em 03/05/2021 14h47

São Paulo - O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou hoje que o Brasil está "na iminência" de fechar um novo contrato de 100 milhões de doses da vacina contra covid-19 da farmacêutica Pfizer. De acordo com o ministro, com o novo acordo, o Brasil terá à disposição de sua sociedade 200 milhões de doses da vacina da Pfizer.

"Isso equivale a imunizar cerca da metade de sua população ainda neste ano, porque esse segundo contrato prevê para o mês de outubro já 35 milhões de doses", afirmou o ministro, durante evento promovido pela Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo).

Durante o encontro o ministro voltou a destacar que o Brasil "é o quinto país que mais distribui doses de vacinas", aproveitando para ressaltar o trabalho do Instituto Butantan e da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), reforçando que a Fiocruz começara a produzir vacinas com IFA totalmente nacional a partir do terceiro trimestre deste ano "o que é uma notícia muito alvissareira" afirmou, destacando o investimento do governo na área.

Coronavírus