PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
1 mês

Bolsonaro se queixa de Alcolumbre, mas repete que não vai desistir de Mendonça

O presidente Jair Bolsonaro ao lado do ex-presidente do Senado, Davi Alcolumbre.                              - Marcelo Camargo/Agência Brasil
O presidente Jair Bolsonaro ao lado do ex-presidente do Senado, Davi Alcolumbre. Imagem: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Eduardo Gayer

Do Estadão Conteúdo, em Brasília

27/10/2021 21h45

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) se queixou hoje da postura do senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), que "sentou em cima" da indicação de André Mendonça ao Supremo Tribunal Federal (STF). Ainda assim, o chefe do Executivo repetiu que não vai retirar o nome do ex-ministro da Justiça.

"Alcolumbre foi excepcional comigo no Congresso, por que essa rejeição agora? Não votar é uma tortura, o que André fez de errado?", questionou Bolsonaro em entrevista à TV Boas Novas, do Amazonas. "Não vou desistir de André Mendonça", garantiu, em seguida.

Presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, Alcolumbre segura a indicação de Mendonça há mais de 100 dias e ainda não marcou a sabatina do pastor presbiteriano.

Foi a quarta entrevista de Bolsonaro só nesta quarta-feira. Nenhuma delas foi informada previamente na agenda oficial.

Política