Conteúdo publicado há 26 dias

Governo diz que diagnóstico do aeroporto de Porto Alegre sai em 4 semanas

O ministro extraordinário que atua na articulação para a reconstrução do Rio Grande do Sul, Paulo Pimenta, afirmou que a Fraport, empresa que administra o aeroporto Salgado Filho, de Porto Alegre (RS), entregará um diagnóstico sobre o local em quatro semanas para, então, se construir um plano de reabertura do aeroporto. Em meio à possibilidade de a empresa devolver a concessão do aeroporto, contudo, o governo federal reiterou o compromisso da companhia em manter o acordo.

As declarações ocorreram nesta terça-feira, 18, após reunião coordenada pela Casa Civil para tratar do tema. Além de Pimenta e do ministro da pasta, Rui Costa, participaram o ministro de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho, e representantes da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e Fraport.

"Fomos informados pelo CEO global da empresa que eles precisam de um prazo de quatro semanas para concluir análises técnicas sobre questões de segurança da pista e as condições dos demais equipamentos que foram atingidos pela enchente", disse Pimenta a jornalistas após o encontro. Depois do prazo de quatro semanas, haverá um diagnóstico definitivo sobre a situação do local.

O ministro extraordinário disse que o Executivo foi "muito categórico em afirmar o compromisso da empresa em permanecer trabalhando no aeroporto". Pimenta, porém, ponderou que o aeroporto, ao ser reaberto, não deverá estar trabalhando com 100% de sua capacidade de operação, "mas insistimos na ideia que precisamos que o aeroporto reabra em condições de segurança o mais rapidamente possível".

Entre 17 e 18 de julho, o executivo sênior da companhia deve vir ao Brasil para, então, fazer uma reunião presencial com o governo federal.

Acompanhando Pimenta na coletiva a jornalistas, Costa Filho reafirmou o compromisso da Fraport em continuar na concessão do aeroporto. "A Fraport continua operando no Aeroporto Salgado Filho", acrescentando que uma possível mudança no comando "não passa de ilação".

Na semana passada, a CEO brasileira da Fraport, Andreaa Pal, admitiu a possibilidade de a companhia devolver a concessão do terminal à Anac. Costa Filho, contudo, classificou a fala como "inoportuna". "Eles reafirmaram o compromisso em apostar no Brasil, não só no Salgado Filho, como em outras oportunidades de concessão que venham a surgir no país."

Pimenta afirmou que saiu "satisfeito" do encontro de hoje. "Percebo desejo por parte de todos que precisamos reabrir o aeroporto o mais rápido possível", disse. Há ainda outros investimentos sendo estudados pelo governo ao Estado.

Deixe seu comentário

Só para assinantes