Topo

Venda de maconha no Uruguai é postergada para 2015

Em São Paulo

2014-07-10T12:05:00

2014-07-10T12:13:58

10/07/2014 12h05Atualizada em 10/07/2014 12h13

A comercialização de maconha no Uruguai foi postergada para 2015 devido a "dificuldades práticas", informou o presidente José Mujica.   

Em entrevista à agência de notícias AFP, Mujica disse que "se quisermos fazer tudo de qualquer jeito, é moleza. Assim como os Estados Unidos estão fazendo".

"Acho que deve ser feito um estudo muito metódico, por isso estamos demorando. Há muita coisa para resolver, como ter um software que funcione e que dê resposta tecnológica para o que for preciso", acrescentou.

"E há outra pressão. Nos Estados Unidos a droga está sendo liberada com um grau de irresponsabilidade que assusta", concluiu.   

O comércio de maconha, que deveria ter início em novembro no país, será realizado em farmácias, sendo que o usuário deverá ser residente do Uruguai e poderá comprar no máximo 40 gramas mensais.   

O preço de venda da droga será definido pelo governo e deverá custar inicialmente entre 20 e 22 pesos por grama (cerca de R$ 2,50), enquanto os compradores devem ser identificados por meio de suas impressões digitais, embora seus dados serão mantidos em sigilo.   

A droga também poderá ser obtida por meio de cultivo doméstico -- sendo que seis pés de maconha serão permitidos por residência.

Mais Internacional