Casa Branca descarta encontro entre Fidel e Obama em Cuba

Em Washington

  • Anthony Behar/Xinhua/Zumapress

Durante sua histórica viagem a Cuba entre 20 e 22 de março, o presidente norte-americano, Barack Obama, se reunirá com seu homólogo cubano, Raúl Castro, mas não com o ex-líder Fidel Castro.  

A informação foi divulgada pelo vice-conselheiro para segurança nacional da Casa Branca, Ben Rhodes.  

Fontes disseram recentemente a ANSA Brasil que, apesar de não ter sido confirmada oficialmente, uma reunião entre Fidel e Obama era possível.  

A assessora de segurança Nacional da Casa Branca, Susan Rice, por sua vez, confirmou que Obama irá se encontrar com dissidentes cubanos durante sua viagem à ilha.

As questões dos direitos humanos e da democracia são os maiores entraves nas conversações sobre a retomada de relações diplomáticas.

Histórico

O presidente norte-americano anunciou recentemente que irá realizar uma visita histórica a Cuba, tornando-se o primeiro mandatário do país a visitar a ilha em cerca de oito décadas.

Segundo representantes da Casa Branca, a primeira-dama, Michelle Obama, acompanhará o chefe de Estado. A histórica viagem acontece em meio ao processo de retomada de relações entre os dois países, anunciado em dezembro de 2014.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos