Nova Zelândia decide manter desenho original de sua bandeira

SÃO PAULO, 24 MAR (ANSA) - Após gastar o equivalente a R$ 70 milhões em longas campanhas, a Nova Zelândia decidiu, em votação popular realizada nesta quinta-feira (24), manter a sua bandeira atual. A favor do modelo tradicional que carrega o emblema do Reino Unido, e assim a memória de seu passado colonial, ficou 56,6% da população, aproximadamente 1,2 milhão de pessoas. A mudança do desenho era apoiada pelo primeiro-ministro do país, John Key, que alegava que o estandarte era muito parecido com a da Austrália, fator que estaria causando confusão entre as pessoas. Por isso, o premier convocou um referendo para o mês de dezembro do ano passado no qual um novo modelo de bandeira seria escolhido para competir com a atual. A vencedora, que foi eleita dentre milhares de opções distintas desenhadas pelos próprios cidadãos, foi a de Kyle Lockwood, que contava com as estrelas do cruzeiro do Sul e com uma uma folha de samambaia prata, símbolo da Nova Zelândia, sobre um fundo azul e preto. O desenho, no entanto, não obteve tanta popularidade e perdeu a votação desta quinta com 43,2% dos votos, um apoio de cerca de 900 mil pessoas. Ao saber do resultado, Key lamentou a derrota, mas afirmou que "somente porque não foi o resultado que queria, não significa que o processo não valeu a pena". (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos