Papa doa 200 ovos de Páscoa a centro de refugiados na Itália

CIDADE DO VATICANO, 24 MAR (ANSA) - O papa Francisco doou 200 ovos de Páscoa e várias bolas de futebol e de beisebol autografadas por expoentes do esporte para os moradores do Centro de Acolhimento dos Solicitantes de Asilo (Cara, na sigla em italiano) de Castenuovo di Porto.   

Os presentes chegaram ao local na manhã desta quinta-feira (24), dia em que o Pontífice fará a missa do lava-pés no Centro de Acolhimento. Enquanto os católicos preparam um encontro com o líder católico, também através do sacramento da confissão, os demais que seguem outras religiões serão saudados pessoalmente por Jorge Mario Bergoglio.   

Para ajudar na comunicação, três moradores locais serão os intérpretes dessas conversas: Ibrahim, que veio do Afeganistão, Boro, um imigrante do Mali, e Segen, que é proveniente da Eritreia.   

O Cara de Castelnuovo abriga 892 pessoas de 25 países diferentes, sendo 849 homens, 37 mulheres e sete crianças. Cerca de 80% dos moradores do local são pessoas com idades entre 19 e 26 anos. No local, também mora uma família iraquiana de quatro gerações - bisavó, avós, filhos e netos.   

Segundo dados da própria instituição, 557 moradores do local são muçulmanos, 239 são cristãos (coptas, católicos ou protestantes), 94 seguem religiões pentecostais e dois são hindus.   

Pela primeira vez na história da Igreja Católica, o rito de lava-pés será realizado fora de Roma. No Centro, o Papa lavará os pés de 12 solicitante de refúgio como um sinal de "atenção" em relação as suas condições. O tema "refugiados" é presença constante em sermões e discursos do sucesso de Bento XVI. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos