Maioria dos americanos aprova tortura contra suspeitos de terrorismo

Em São Paulo

A maioria dos cidadãos norte-americanos é favorável ao uso de técnicas de tortura em suspeitos de crimes de terrorismo, revelou uma pesquisa realizada pela Reuters/Ipsos e divulgada nesta quarta-feira (30). 

Segundo o estudo, 25% dos entrevistados afirmaram que "muitas vezes" o uso do método é justificável e 38% disseram que "às vezes" é preciso recorrer à tortura. Apenas 15% responderam que a medida "nunca" deve ser utilizada, em nenhuma hipótese.   

Ao analisar aqueles que se disseram republicanos ou democratas, o levantamento mostrou que 82% dos primeiros se disseram favoráveis à tortura e 53% dos segundos aprovam a medida.   

O tema voltou à pauta nos últimos meses, após o polêmico pré-candidato republicano Donald Trump afirmar que traria de volta a técnica de interrogatório conhecida como "afogamento" - banida pelo atual presidente, o democrata Barack Obama. Além disso, o bilionário afirmou que "trará o inferno de volta" para os suspeitos caso seja eleita.   

O "afogamento" é considerado uma prática que viola as Convenções de Genebra e recebe críticas de, praticamente, todos os grupos de direitos humanos do mundo.   

A pesquisa foi realizada de maneira online entre os dias 22 e 28 de março e perguntava se a tortura pode ser justificada contra "supostos terroristas" para conseguir informações relacionadas ao tema. 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos