Novo naufrágio no Mar Mediterrâneo mata ao menos 10 mulheres

ROMA, 30 JUN (ANSA) - Em mais uma tragédia no Mar Mediterrâneo, 10 mulheres morreram afogadas em um naufrágio a cerca de 20 milhas da costa da Líbia nesta quinta-feira (30), informou a Guarda Costeira da Itália.   

O incidente ocorreu já no temido Canal da Sicília, a "rota mais mortal do mundo", e os militares italianos conseguiram salvar 107 pessoas que estavam na embarcação de borracha.   

De acordo com a central de operações da Guarda Costeira, um navio italiano avisou sobre o possível naufrágio e foi até o local para ajudar os imigrantes. Ao chegar no local, o barco estava parcialmente submerso e as pessoas foram retiradas do mar. Os corpos das 10 vítimas foram recuperados e um grupo de militares continua na área para verificar se há mais mortos.   

A enésima tragédia no Mediterrâneo ocorre no dia em que os restos de outra embarcação, que naufragou em 18 de abril de 2015, chegaram ao porto de de Augusta, em Siracusa, na Sicília.   

Esse incidente é considerado o maior naufrágio da história do Mediterrâneo e estima-se que 700 pessoas tenham perdido a vida na tragédia.   

Segundo as primeiras informações, há centenas de corpos em decomposição dentro do barco - o jornal "La Repubblica" fala em cerca de 500 cadáveres -, que ficou submerso a 370 metros de profundidade. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos