Autoridades voltam atrás e farão funeral em Amatrice

ROMA E AMATRICE, 29 AGO (ANSA) - Após a polêmica mudança do funeral das vítimas do terremoto em Amatrice, o prefeito da comuna, Sergio Pirozzi, anunciou que as autoridades da província de Rieti voltaram atrás e farão a cerimônia na cidade.   

O líder local ainda disse que falou com o primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi, sobre a situação que gerou protestos.   

"Conversei com Renzi e não haverá nenhuma cerimônia em Rieti. Os funerais serão realizados em Amatrice nos próximos dias", ressaltou Pirozzi.   

Poucos minutos depois, o prefeito afirmou que os primeiros funerais ocorrerão já nesta terça-feira (30), a partir das 18h (13h no horário de Brasília). Através do Twitter, o primeiro-ministro se manifestou sobre a situação. "Os funerais das vítimas do terremoto serão em Amatrice como pediu o prefeito e a comunidade local. E como é justo", postou.   

A polêmica começou na manhã desta segunda-feira (29), quando as autoridades da província de Rieti, onde a comuna de Amatrice está localizada, desistiram de fazer a cerimônia na localidade - que registrou 229 das 290 mortes na tragédia - para realizar no aeroporto militar de Rieti. A medida gerou revolta dos sobreviventes, que queriam enterrar seus entes queridos na cidade natal. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos