Presidente turco ameaça abrir fronteiras para imigrantes

ROMA, 25 NOV (ANSA) - Após o Parlamento Europeu pedir a suspensão nas negociações para a entrada da Turquia na União Europeia, o presidente Recep Tayyip Erdogan ameaçou "abrir as fronteiras" para que os imigrantes cheguem novamente em massa ao continente europeu.   

"Se a Europa nos atacar muitas vezes, nós permitiremos que os refugiados ultrapassem a fronteira. Vocês nunca trataram a humanidade de maneira honesta e não se preocuparam com as pessoas de maneira justa. Vocês não recolheram as crianças [que se afogaram] no Mediterrâneo", acusou Erdogan.   

Segundo o mandatário, são os turcos que estão com os maiores ônus da crise. "Somos nós que estamos alimentando cerca de 3,5 milhões de refugiados. Vocês não mantiveram as promessas", disse ainda o mandatário lembrando do acordo firmado entre ambas as partes para frear a chegada de imigrantes ilegais.   

Por sua vez, o porta-voz da Comissão Europeia, Margaritis Schinas, afirmou que os europeus estão "plenamente empenhados em fazer funcionar o acordo com a Turquia" e que os contatos "em nível técnico e político" continuam sendo realizados.   

Erdogan já havia dito na quarta-feira (23) que a União Europeia vem falhando em cumprir suas promessas, especialmente, na liberação da necessidade de vistos para os turistas turcos.   

(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos