Corpo de italiana morta na Bahia passará por nova autópsia

RAGUSA, 29 NOV (ANSA) - Após o funeral desta segunda-feira, dia 28, na Catedral de Ragusa da italiana Pamela Canzonieri, morta neste mês no Morro São Paulo, na Bahia, foi anunciado que será realizada mais uma autópsia do corpo da italiana. Após a cerimônia, o corpo de Pamela passou a ser de responsabilidade da Procuradoria de Ragusa, que já havia aberto uma investigação sobre o caso. O corpo foi então transferido para a sala mortuária do hospital da cidade, onde será realizada uma nova autópsia. A tarefa foi encarregada ao médico Giuseppe Iuvara, já conhecido na Itália por ter realizado a autópsia do pequeno Loris Stival, menino de oito anos que foi estrangulado pela mãe, Veronica Panarello, com uma cinta de plástico em novembro de 2014 em um dos crimes que mais chocaram a Itália. A primeira autópsia realizada do corpo de Pamela apontou que a causa do falecimento foi asfixia causada por estrangulamento. A italiana estava de férias no Morro São Paulo, na Bahia, e foi encontrada morta em uma casa em Mangaba no dia 17 de novembro. O brasileiro Antonio Patrício dos Santos, conhecido como "Fabrício", confessou o crime, mas alega não se lembrar dos detalhes porque estava sobre o efeito de cocaína. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos