Entrada de imigrantes na Itália cresce quase 20% em 2016

ROMA, 30 DEZ (ANSA) - A Itália registrou um crescimento de 17,84% na entrada de imigrantes no país via mar Mediterrâneo em 2016, de acordo com dados divulgados nesta sexta-feira (30) pelo Ministério do Interior.   

Até 30 de dezembro, o número de deslocados externos que desembarcaram no litoral italiano neste ano é de 181.283, contra os 153.842 de 2015. Em relação a 2014, quando entraram no país 169.304 imigrantes, o aumento foi de 7,08%.   

Ainda de acordo com Roma, houve em 2016 um "boom" de chegadas de menores desacompanhados, que passaram de 12.360 no ano passado para 24.929. O porto que recebeu mais pessoas é o de Augusta, com 25.707, seguido por Pozzallo, com 19.233, e Catânia, com 17.982. Os três ficam na Sicília.   

Entre as nacionalidades mais frequentes, a liderança é dos nigerianos (37.536). Na sequência, estão eritreus (20.585), guineanos (13.336), marfinenses (12.384), gambianos (11.928), senegaleses (10.322), malineses (9.995) e sudaneses (9.305).   

Todos esses países ficam na África e passam por tensões internas.   

Do total de deslocados externos que desembarcaram na Itália, 13% foram levados à Lombardia, enquanto Lazio, Piemonte, Vêneto, Campânia e Sicília receberam 8% cada. Neste ano, o país se tornou o principal destino dos fluxos migratórios no Mediterrâneo por conta do acordo entre União Europeia e Turquia para controlar o trajeto pelo mar Egeu, onde os sírios são predominantes. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos