Após 3 meses, italiana morta na Bahia é sepultada

RAGUSA, 21 FEV (ANSA) - Mais de três meses depois de sua morte, a italiana Pamela Canzonieri, assassinada em Morro de São Paulo, na Bahia, foi sepultada nesta terça-feira (21), em sua cidade natal, Ragusa, na Sicília.   

A permissão para o sepultamento foi dada pela Procuradoria de Roma, após o Brasil ter enviado a autorização para os investigadores italianos realizarem uma nova autópsia no corpo da vítima.   

Como a Justiça brasileira não havia mandado essa documentação, os restos mortais de Canzonieri estavam desde o fim de novembro de 2016 em um necrotério de Ragusa. Seus amigos chegaram até a fazer uma vaquinha para pagar um advogado na Bahia para acelerar os trâmites judiciais.   

A italiana foi encontrada morta no dia 17 de novembro do ano passado, em sua casa em Morro de São Paulo. A autópsia realizada no Brasil apontou falecimento por estrangulamento, crime assumido por Antônio Patrício dos Santos, que diz ter cometido o homicídio sob efeito de cocaína. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos