Itália se blinda contra terrorismo para cúpúla da UE amanhã

ROMA, 24 MAR (ANSA) - Já está quase tudo pronto em na capital da Itália para a cúpula que reunirá neste sábado (25) cerca de 40 chefes de Estado, a maioria da União Europeia (UE), para celebrar os 60 anos da assinatura do Tratado de Roma, que é um dos textos de fundação do bloco. O esquema de segurança, que já era elevado, foi reforçado logo após o atentado ocorrido no Parlamento britânico, no coração de Londres, há apenas dois dias, deixando quatro mortos, além do agressor, e 50 feridos, e reivindicado pelo Estado Islâmico (EI). As autoridades italianas decidiram criar uma equipe especial para monitorar apenas sites, redes sociais e conteúdos de cunho extremista na web. O objetivo é identificar, decodificar e interceptar mensagens sobre eventuais atentados terroristas. Além disso, haverá cinco mil agentes pelas ruas, vindos de todas as partes da Itália, além de mil câmeras de vídeo posicionadas em áreas estratégicas e atiradores em telhados. Várias ruas de Roma já estão fechadas desde ontem e o espaço aéreo da capital também sofrerá restrições.   

Ficarão vetados todos os voos, até os privados, de aeronaves de pequeno porte e drones, desde as 6h de hoje até 23h de domingo, dia 25 de março. A cúpula em Roma coincide com uma viagem que o papa Francisco fará até as cidades de Milão e Monza, no norte do país. A segurança também foi colocada em nível máximo nesses locais. Além disso, estão agendados vários protestos e manifestações por Roma devido à cúpula da UE. Desde o início do ano, a Itália expulsou 27 suspeitos de terrorismo, sendo que a última ocorreu ontem, um tunisiano. Roma já adotou esquemas de segurança reforçados para outros grandes eventos, como o Jubileu da Misericórdia, no Vaticano, em 2016, e com a Expo Milão em 2015. O Tratado de Roma, na verdade, refere-se a dois acordos, um que constitui a Comunidade Econômica Europeia (CEE) e outro que forma a Comunidade Europeia de Energia Atômica (Euratom). Ambos foram assinados em 25 de março de 1957 em Roma pela Alemanha Ocidental, França, Itália, Bélgica, Holanda e Luxemburgo, e entraram em vigor em 1 de janeiro de 1958.   

Atualmente, o Tratado Constitutivo da Comunidade Europeia é, junto com o Tratado da União Europeia, fundamental para o fundamento das instituições do bloco. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos