Congresso paraguaio rejeita projeto de reeleição presidencial

SÃO PAULO, 27 ABR (ANSA) - A Câmara de Deputados do Paraguai arquivou o pôlemico projeto de reeleição presidencial, que provocou diversos protestos no país no final de março e a pior crise já enfrentada pelo governo do presidente Horacio Cartes.   

O texto foi rejeitado nesta quarta-feira (26) por unanimidade em uma votação assistida por centenas de pessoas por meio de um telão instalado na Plaza de Armas, em frente ao Congresso.   

Diversos manifestantes contrários à reeleição e ao mandatário comemoraram o arquivamento com gritos de guerra e fogos de artifício.   

Na última semana, Cartes havia anunciado que não concorreria "em nenhum caso" a uma reeleição em 2018. A atitude retirou força do projeto de emenda constitucional, apoiado pelo Partido Colorado, que está no poder, e pela Frente Guasú, do ex-presidente Fernando Lugo.   

No dia 31 de março, o projeto havia sido aprovado por um grupo de 25 senadores. A polêmica votação provocou uma onda de violência com graves incidentes, incluindo um incêndio de parte do edifício do Congresso e a morte de um jovem opositor. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos