PF deflagra 40ª fase da Operação Lava Jato contra Petrobras

SÃO PAULO, 4 MAI (ANSA) - A Polícia Federal deflagrou hoje (4) a 40ª fase da Operação Lava Jato, que recebeu o nome de Asfixia. Com 16 mandados de busca e apreensão, dois de prisão preventiva, doi de prisão temporária e cinco de condução coercitiva, a operação ocorre em três estados: São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.   


A ação investiga um esquema de repasses ilegais de empreiteiras a funcionários da Petrobrás para a obtenção de contratos a empresas. Os investigados irão responder por crimes como corrupção, fraude em licitações, evasão de divisas e lavagem de dinheiro. A prisão temporária tem prazo de cinco dias, podendo ser prorrogada ou mudada para preventiva (quando não existe prazo pre-definido para deixar a prisão). Quando autorizados pelo juízo competente, os investigados serão encaminhados à Superintendência da PF em Curitiba.   


O nome da operação é uma referência à tentativa de diminuir o número de fraudes e desvio de recursos públicos em áreas de produção, distribuição e comercialização de gás combustível da Petrobrás. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos