Menino de 6 anos morre de sarampo na Itália

MILÃO, 22 JUN (ANSA) - Em meio à discussão sobre a obrigatoriedade de vacinação para crianças em idade escolar, um menino de apenas seis anos morreu nesta quinta-feira (22), no norte da Itália, por complicações ligadas ao sarampo, doença que foi eliminada no Brasil.   

O pequeno sofria de leucemia, câncer na medula óssea que afeta o sistema imunológico, e, segundo fontes do Hospital de Monza, onde ele estava internado, acabou contraindo o vírus de seus irmãos mais velhos, que não eram vacinados por decisão dos pais.   

Como tinha o sistema imunológico comprometido, o paciente não podia ser imunizado contra a doença. "A história desse pequeno afetado pela leucemia é o exemplo de como a imunidade de grupo é fundamental para a proteção daqueles que, por doença ou pelo estágio do tratamento no qual se encontram, não estão protegidos", declarou Giulio Gallera, secretário de Bem-Estar Social da Lombardia.   

Também chamada de "efeito rebanho", a imunidade de grupo se dá quando uma população passa por uma vacinação em massa, de modo a proteger inclusive aqueles que não estão imunizados. O menino havia sido internado com suspeita de sarampo em 15 de março de 2017, e o diagnóstico foi confirmado no dia seguinte.   

Em seguida, ele foi transferido para a unidade de terapia intensiva (UTI) com piora no quadro pulmonar e necessidade de assistência respiratória. Após mais de três meses de internação, não resistiu ao vírus e morreu.   

Apenas em 2017, 3.074 pessoas contraíram sarampo na Itália, o que representa 43% dos casos registrados em toda a Europa neste ano. Desse total, 89% das pessoas não estavam vacinadas, e 7% tinham tomado apenas uma dose.   

No mesmo período de 2016, o número de indivíduos com sarampo no país era de 478. Ou seja, o crescimento em 2017 é de 543%. O surto se deve à crescente quantidade de famílias que recusam a vacinação, principalmente nas regiões do norte da Itália, as mais ricas e desenvolvidas.   

Para tentar reverter esse cenário, o governo aprovou recentemente uma lei que condiciona o acesso de crianças às escolas ao cumprimento de todo o programa de vacinação sugerido pelo Ministério da Saúde.   

O principal sintoma do sarampo são as lesões vermelhas que aparecem no corpo, geralmente começando pelo rosto e indo em direção aos pés. Também são comuns febre alta, tosse persistente, irritação ocular e excesso de secreção no ouvido.   

(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos