Milão denuncia brasileiro que usou drone para sobrevoar Duomo

MILÃO, 22 SET (ANSA) - A Polícia de Milão anunciou nesta sexta-feira (22) que denunciou um brasileiro de 37 anos que usava um drone para sobrevoar a famosa Catedral de Milão no fim da noite de ontem (21). Eles ainda apreenderam o equipamento do homem.   

Segundo explicou a polícia, uma patrulha percebeu o aparelho voando por toda a área da piazza del Duomo, até sobre a catedral. Os agentes, então, decidiram seguir a rota do drone até que localizaram o homem que controlava o equipamento. Quando os agentes o encontraram, o brasileiro afirmou que era jornalista.   

Ele foi denunciado, sem necessidade de prisão, por ter feito um "voo abusivo" em área proibida. "Lembramos que, apesar da grande atratividade que esse instrumento está causando e os diversos modelos que estão à venda no mercado, os drones não são apenas brinquedos e precisam de autorização específica para serem utilizados", explicou o comandante da Polícia Local, Marco Ciacci.   

Essa é a terceira vez que a Catedral vira caso de polícia. Entre a noite de quarta-feira (20) e quinta-feira (21), fiéis denunciaram que uma das portas laterais de acesso à igreja estava aberta e uma equipe de policiais foi verificar para ver se havia o risco de algum crime.(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos