PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Terremoto é registrado na Coreia do Norte e gera alerta

23/09/2017 10h02

SEUL E PEQUIM, 23 SET (ANSA) - Um terremoto de 3,4 graus na escala Richter na Coreia do Norte neste sábado (23) voltou a causar preocupação na Ásia.   

Os temores dos países vizinhos é de que o sismo tenha sido causado por um novo teste com bomba, já que o epicentro foi registrado a cerca de 50 quilômetros de uma das áreas usadas para testes nucleares.   

Horas após a ação, a agência meteorológica da Coreia do Sul emitiu uma nota informando que o fenômeno "trata-se de um terremoto natural", mas a China afirmou que pode ter ocorrido uma "explosão".   

Já a líder da Comissão do Tratado de Proibição Total de Testes Nucleares (CTBTO), Lassina Zerbo, afirmou que a "atividade sísmica anormal" de hoje na Coreia do Norte "é objeto de estudo por parte dos analistas" do grupo. A CTBTO, que tem sede em Viena, na Áustria, monitora testes nucleares ao redor do mundo.   

Terremotos costumam ocorrer em todas as vezes que o regime de Kim Jong-un realiza testes com bombas de hidrogênio no país.   

- China corta exportações de petróleo: Em cumprimento com as novas sanções determinadas pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas, a China anunciou que cortou as exportações de petróleo e seus derivados para a Coreia do Norte neste sábado.   

Em nota, o Ministério do Comércio informou que a venda será limitada a dois milhões de barris anuais enquanto a venda de gás liquefeito será banida. Além disso, o país suspendeu a importação dos produtos têxteis norte-coreanos. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Internacional