Itália deve continuar a crescer em ritmo moderado, diz Istat

ROMA, 29 DEZ (ANSA) - O crescimento da economia italiana continuará a melhorar, "mesmo que em ritmo mais lento em relação aos dois meses antecedentes", informou em relatório o Instituto Italiano de Estatísticas (Istat) nesta sexta-feira (29).   

De acordo com a entidade, a alta do Produto Interno Bruto (PIB) em dezembro deve ficar entre 0,5% e 0,6%.   

No entanto, o relatório destaca que no mercado de trabalho "permanecem as dificuldades para atingir uma taxa de desemprego em linha com os níveis pré-crise, mesmo com a significativa redução constatada desde a metade de 2015".   

Em outubro, o índice de desocupados "está ainda 4,3% maior do que o nível de agosto de 2008, uma distância superior seja na comparação com a zona do euro (+1,2 ponto percentual), seja com àquela da França (+1,9 ponto percentual).   

"As peculiaridades do andamento da desocupação italiana em relação aos principais países europeus está fortemente ligada à evolução do componente dos inativos", explica o Istat, ressaltando que no terceiro trimestre de 2017, na Itália, a cota de inativos sobre o total da população é de 2,7 pontos percentuais menor do que a registrada no terceiro trimestre de 2008. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos