China pode mudar Constituição e prolongar era de Xi Jinping

PEQUIM, 25 FEV (ANSA) - Xi Jinping poderá continuar na Presidência da China mesmo após concluir seu segundo mandato de cinco anos. Essa foi a decisão tomada pelo Comitê Central do Partido Comunista Chinês (PCC), que defendeu a remoção de uma cláusula na Constituição que impõe um limite de dois mandatos consecutivos ao presidente e vice-presidente do país. De acordo com uma notícia divulgada neste domingo (25) pela agência Xinhua, a medida deverá ser votada na Assembleia Nacional Popular (ANP), órgão máximo legislativo da China, composto sobretudo por membros do próprio PCC e cuja sessão anual está marcada para o mês que vem. Xi Jinping é presidente da China desde 2013 e começa seu segundo mandato em março. Ele deveria ficar no cargo até 2023, mas, caso a mudança seja aprovada, sua permanência será por tempo indeterminado. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos