PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Juíza dos EUA proíbe Trump de bloquear usuários no Twitter

23/05/2018 19h49

WASHINGTON, 23 MAI (ANSA) - Uma juíza dos Estados Unidos proibiu o presidente Donald Trump de bloquear usuários no Twitter.   

De acordo com Naomi Reice Buchwald, ao excluir críticos na rede social, onde o presidente tem 52,2 milhões de seguidores, ele viola a Constituição norte-americana no que diz respeito à liberdade de expressão.   

No entanto, a Justiça não determinou ao mandatário que desbloqueie usuários já "vetados" em sua conta. A ação movida contra Trump foi apresentada em julho de 2017, pelo Instituto Knight Primeira Emenda, da Universidade Columbia.   

Uma pesquisa realizada pela consultoria "Gallup" revelou que 29% dos perfis que seguem o magnata no Twitter, ou seja, 15 milhões, são falsos. A porcentagem é quase o dobro daquela registrada na conta do ex-presidente Barack Obama: das 103 milhões de pessoas que o seguem, 15% são "fakes". (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Internacional