Harvey Weinstein pode se entregar à polícia nesta sexta

NOVA YORK, 24 MAI (ANSA) - O produtor cinematográfico Harvey Weinstein, acusado de abuso sexual por dezenas de mulheres, deve se entregar à polícia dos Estados Unidos nesta sexta-feira (25), de acordo com jornais do país. Segundo os veículos norte-americanos, um "grande júri" foi formado há algumas semanas para ouvir evidências contra Weinstein. No entanto, seu advogado, Benjanim Brafman, não confirmou a informação sobre a rendição. Weinstein é investigado por crimes sexuais em Nova York, Los Angeles e Londres, mas deve ser preso pelo caso envolvendo a atriz Lucia Evans, forçada a fazer sexo oral no produtor.   

As denúncias vieram à tona em novembro de 2017 e incentivaram atrizes de Hollywood a relatarem outros casos ocorridos dentro da indústria cinematográfica, através dos movimentos "MeToo" e "Time's Up". Além disso, após as acusações, Weinstein foi banido da Academia do Oscar, que criou um "código de conduta" para seus integrantes, com o objetivo de acabar com esse tipo de comportamento. Nesta semana, a atriz Gwyneth Paltrow revelou que Brad Pitt, na época seu namorado, chegou a ameaçar o produtor após descobrir que ele tentara abusar sexualmente dela. "Se você molestá-la novamente, eu te mato", ameaçou na ocasião. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos