Itália tem problema de democracia, diz líder do M5S

ROMA, 27 MAI (ANSA) - O líder do M5S, Luigi Di Maio, afirmou que a escolha do presidente da Itália, Sergio Mattarella, de não aceitar o professor antieuro Paolo Savona como ministro de Finanças é "incompreensível". Além disso, afirmou que o país tem um "grande problema que se chama democracia".   

"Estávamos prontos para governar, e nos disseram 'não' porque as agências de rating de toda a Europa estavam preocupadas por um homem que seria ministro de Economia. Digamos claramente que é inútil voltar a votar, já que os governos são decididos pelas agências de rating e pelo lobby bancário", declarou.   

Há rumores de que o M5S estuda até mesmo abrir um processo de impeachment contra Mattarella. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos