PUBLICIDADE
Topo

Ventura diz que não aceitaria voltar à seleção italiana

27/07/2018 12h20

ROMA, 27 JUL (ANSA) - O técnico Gian Piero Ventura, comandante do fiasco que deixou a Itália fora da Copa do Mundo de 2018, disse que não aceitaria mais o cargo de treinador da Azzurra.   


A declaração foi dada à emissora de rádio francesa "RMC Sport", a quem Ventura também admitiu ter cometido "mil erros" nas Eliminatórias para o Mundial da Rússia.   


"Não aceitaria mais aquela oferta, entendi que não é para mim.   


Preciso do contato do dia a dia com os jogadores", disse o técnico. A Itália ficou fora da Copa após ser batida pela Suécia na repescagem das Eliminatórias, com uma derrota por 1 a 0 fora de casa e um empate por 0 a 0 em Milão.   


Na ocasião, Ventura deu preferência aos contestados Gabbiadini e Candreva, em detrimento de Lorenzo Insigne, destaque do Napoli, então líder da Série A.   


"Mudaria tudo o que aconteceu depois da partida contra a Espanha [derrota por 3 a 0]. Depois aconteceu algo inimaginável. Mil erros de minha parte, não li o que estava acontecendo", admitiu, sem confessar, no entanto, quais foram seus equívocos.   


Ventura está desempregado desde que foi demitido da Azzurra, agora treinada por Roberto Mancini. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.