PUBLICIDADE
Topo

Internacional

John McCain decide interromper tratamento contra câncer

24/08/2018 13h41

WASHINGTON, 24 AGO (ANSA) - O senador republicano John McCain, de 81 anos, decidiu que vai parar de fazer tratamento contra um tumor no cérebro. O anúncio foi feito nesta sexta-feira (24) pela família do político norte-americano.   

"No verão passado, o senador John McCain dividiu com os norte-americanos o que nossa família já sabia", diz a nota. Em julho de 2017, o político norte-americano foi diagnosticado com um glioblastoma, o mais comum e agressivo tipo de tumor cerebral.   

"Neste ano, John superou as expectativas de sobrevivência. Mas o progresso da doença e o inexorável avanço da idade deram seu veredito. Com sua conhecida força de vontade, ele decidiu agora interromper o tratamento médico", prossegue a carta.   

Senador desde 1987 pelo estado do Arizona, McCain foi derrotado nas eleições presidenciais de 2008 por Barack Obama. A doença o afastou das atividades no políticas em dezembro do ano passado.   

"Não poderíamos ter passado por isso sem vocês", escreveu a filha do senador, Megan McCain, em sua conta no Twitter. "Eu amo o meu marido com todo o meu coração. Que Deus abençoe a todos que cuidaram dele durante essa jornada", escreveu a mulher do republicano, Cindy McCain, pela mesma rede social.   

O governador do Arizona, Doug Ducey, classificou McCain como "um herói americano, que sempre colocou o país à frente de si mesmo e cuja vida foi guiada pelo espírito de serviço e civilidade.   

Para ele, o senador seria um exemplo para todos os cidadãos, independentemente de filiação partidária. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Internacional