PUBLICIDADE
Topo

Boeing e Embraer fecham acordo para joint venture

25/01/2019 11h46

SÃO PAULO, 25 JAN (ANSA) - A Embraer e a Boeing assinaram nesta quinta-feira (24) o acordo de venda da divisão de aviação comercial da empresa brasileira para o grupo americano.   


A operação foi aprovada pelo governo federal - que tem uma "golden share" na Embraer e poderia vetar o negócio - no início do mês e abre caminho para a criação de uma joint venture entre as duas empresas.   


A companhia resultante é avaliada em US$ 5,26 bilhões e terá 80% de suas ações nas mãos da Boeing, que será a controladora, e 20% com a Embraer. O grupo americano pagará US$ 4,2 bilhões à empresa brasileira.   


A joint venture terá sede no Brasil, mas será subordinada ao CEO da Boeing, Dennis Muilenburg, e focará em jatos de médio alcance. A operação é uma reação à parceria entre o consórcio europeu Airbus, rival da Boeing, e a canadense Bombardier, concorrente da Embraer, para investir em uma linha de aeronaves nesse segmento.   


O acordo ainda será votado pelos acionistas da companhia brasileira, em assembleia extraordinária marcada para 26 de fevereiro. As duas empresas também concordaram com as bases para criar uma segunda joint venture, para impulsionar o avião militar KC-390. Neste caso, a Embraer terá 51% das ações, e a Boeing, 49%. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.