PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Portugal será sede da próxima Jornada Mundial da Juventude

27/01/2019 13h29

CIDADE DO PANAMÁ, 27 JAN (ANSA) - O Vaticano anunciou neste domingo (27) que o próximo país a sediar a Jornada Mundial da Juventude (JMJ) será Portugal. A informação foi dada pelo cardeal Kevin Farrell, logo após o papa Francisco celebrar a missa de encerramento da JMJ no Panamá. A próxima edição ocorrerá em 2022, em Lisboa. Na missa final no Panamá, mais de 700 mil jovens assistiram ao discurso de Francisco, que está no país desde quarta-feira passada. O encerramento da JMJ ocorreu no Campo São João Paulo II, na capital do país, e também contou com a presença dos presidentes do Panamá, da Costa Rica, da Colômbia, da Guatemala, de Honduras, de Portugal e de El Salvador.   

Na celebração, Jorge Mario Bergoglio disse que o amor "supera o medo da exclusão e da especulação" e incentivou os jovens a serem "ativos".   

"Ser jovem não é sinônimo de sala de espera, como se esperasse o turno da própria hora. Caros jovens, vocês não são o futuro, mas sim, o presente. Não são o futuro de Deus, mas o agora de Deus", disse.   

O Papa ainda aconselhou os jovens a se desconectarem das redes sociais e a viverem mais a vida real. "Sem dúvida alguma, a jovem Maria de Nazaré não estava nas redes sociais da época dela, não era uma influencer, mas, sem querer, acabou se tornando a maior influencer da história. Maria, a influencer de Deus", disse Francisco, usando uma linguagem referente às redes sociais. Francisco também chamou a atenção para a quantidade de críticas que a sociedade faz ao jovens. "Como é fácil criticar os jovens e passar o tempo resmungando, ao mesmo tempo em que privam os jovens de trabalho, de oportunidades educacionais e comunitárias às quais eles poderiam se agarrar e sonhar com o futuro", alegou.   

Com essa missa, Francisco encerrou sua viagem ao Panamá e a edição de 2019 da JMJ . (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Internacional