Mais informação com menos tempo de leitura
Topo

UE dá ultimato para Johnson apresentar proposta sobre Brexit

Jessica Taylor - 4.set.2019/UK Parliament/Reuters
Imagem: Jessica Taylor - 4.set.2019/UK Parliament/Reuters

Em Roma (Itália)

19/09/2019 15h16

A União Europeia deu nesta quinta-feira (19) um ultimato para o primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, apresentar propostas alternativas a um Brexit sem acordo.

Antti Rinne, premier da Finlândia, país que ocupa a Presidência rotativa da UE, disse que o bloco aguardará apenas até o dia 30 de setembro. "Do contrário, estará tudo acabado", afirmou.

Johnson esperava rediscutir o acordo do Brexit durante a próxima cúpula do Conselho Europeu, em 17 e 18 de outubro, apenas 14 dias antes da separação - a oposição o acusa de postergar a apresentação de propostas para garantir que o país saia da UE sem acordo.

O governo britânico chamou o prazo dado por Bruxelas de "artificial" e disse que Johnson não aceitará ultimatos. Apesar disso, seu gabinete afirmou ter enviado "uma série de propostas técnicas confidenciais" alternativas ao "backstop", principal entrave do atual acordo.

Esse mecanismo prevê a manutenção de fronteiras abertas entre a República da Irlanda, Estado-membro da UE, e a Irlanda do Norte, território britânico, mesmo se Londres e Bruxelas não definirem um tratado de livre comércio no período de transição do Brexit.

Para Johnson e grupos eurocéticos, isso criaria uma fronteira interna entre a Irlanda do Norte e o restante do Reino Unido. O primeiro-ministro até suspendeu o Parlamento para evitar a aprovação de leis que impeçam o Brexit sem acordo, mas a medida pode ser revertida pela Suprema Corte, que julga o caso e deve anunciar seu veredito na semana que vem.

Mais Internacional