PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Kamala diz a imigrantes na Guatemala para não entrarem ilegalmente nos EUA

A vice-presidente dos EUA pelo partido democrata Kamala Harris no ano passado, na Pensilvânia - Jonathan Ernst/Reuters
A vice-presidente dos EUA pelo partido democrata Kamala Harris no ano passado, na Pensilvânia Imagem: Jonathan Ernst/Reuters

Da AFP, em Roma

08/06/2021 07h42Atualizada em 08/06/2021 08h19

Em sua primeira visita oficial ao exterior, a vice-presidente dos Estados Unidos, Kamala Harris, pediu que imigrantes sem documentos não tentem entrar no país e alertou que eles serão mandados de volta caso cruzem a fronteira ilegalmente.

A declaração foi dada nesta segunda-feira (7), durante um encontro com o presidente guatemalteco, Alejandro Giammattei, na Cidade da Guatemala.

"A maioria das pessoas não quer deixar o lugar onde elas crescerem, mas elas frequentemente o fazem porque estão fugindo de algum mal ou porque simplesmente não conseguem satisfazer suas necessidades básicas em casa", declarou Harris.

No entanto, independentemente dos motivos da viagem, a vice-presidente instou candidatos a imigrantes a não tentarem entrar ilegalmente nos EUA. "Não venham", pediu Harris, que é filha de mãe indiana e pai jamaicano.

"Os Estados Unidos continuarão a aplicar nossas leis e a proteger nossas fronteiras. Se vocês vierem até nossa fronteira, serão mandados de volta", disse. A vice-presidente ainda propôs que os EUA e a Guatemala "trabalhem juntos" para solucionar a crise migratória.

Giammattei, por sua vez, afirmou que deseja colaborar para "criar as condições na Guatemala" para que os jovens do país "possam encontrar a esperança que eles não têm hoje". Já nesta terça (8), Harris se reúne com o presidente do México, Andrés Manuel López Obrador. (ANSA).

Internacional