PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
1 mês

Após registrar 7 casos, Wuhan vai testar toda sua população contra a covid-19

2.ago.2021 - Pessoas comprando itens em supermercado em Wuhan, na China, enquanto as autoridades disseram que testariam toda a população para covid-19 - STR/AFP
2.ago.2021 - Pessoas comprando itens em supermercado em Wuhan, na China, enquanto as autoridades disseram que testariam toda a população para covid-19 Imagem: STR/AFP

Da Ansa

03/08/2021 07h48Atualizada em 03/08/2021 08h59

A cidade chinesa de Wuhan, marco zero da pandemia do novo coronavírus, vai testar todos os seus habitantes em função da descoberta de sete casos de covid-19, os primeiros na metrópole desde junho de 2020.

O governo municipal anunciou hoje que vai submeter toda a sua população de 11 milhões de habitantes a exames RT-PCR para o coronavírus Sars-CoV-2, que foi identificado pela primeira vez em Wuhan, no fim de 2019.

A cidade já havia feito uma operação semelhante de testagem no ano passado, após o fim do lockdown em abril. Os sete infectados identificados em Wuhan são trabalhadores pendulares que foram testados em uma estação de trem.

As autoridades locais temem sobretudo a disseminação da variante delta, que já foi detectada na China, uma vez que Wuhan é um importante ponto de entroncamento de transportes no centro do país.

Outras cidades também estão em estado de alerta contra o novo coronavírus, como Yangzhou, cujos habitantes foram obrigados a ficar em casa após a confirmação de 40 casos ontem.

Cada família pode escolher apenas uma pessoa para sair na rua para comprar itens de primeira necessidade. Já a capital Pequim adiou a reabertura das escolas e proibiu a entrada de turistas durante a alta temporada de verão.

A China registrou 90 casos de covid-19 hoje, mas contabilizou apenas quatro mortos em todo o mês de julho.

Coronavírus