PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Papa Francisco afirma que não pensa em renunciar: 'Não mesmo'

Papa Francisco - REUTERS/Guglielmo Mangiapane
Papa Francisco Imagem: REUTERS/Guglielmo Mangiapane

04/07/2022 08h27Atualizada em 04/07/2022 08h38

O papa Francisco afirmou em entrevista publicada pela Reuters nesta segunda-feira (4) que não tem a intenção de renunciar à função assim como seu antecessor, o papa emérito Bento 16.

Há algumas semanas, por conta de constantes problemas de saúde e mudanças em sua agenda, os rumores sobre o assunto ganharam força no Vaticano. Além disso, uma visita marcada para o dia 28 de agosto para a cidade italiana de L'Aquila, local onde o papa Celestino V foi enterrado após renunciar em 1294, também aumentou a especulação. A renúncia ocorreu no dia 29 de agosto daquele ano.

"No momento, eu não penso em renunciar. Todas essas coincidências fizeram alguns pensar que essa 'liturgia' está pronta. Mas isso nunca me passou pela cabeça. No momento não, não mesmo", disse Francisco à agência.

Questionado se os atuais problemas de saúde podem fazer com que ele mude de ideia, Jorge Mario Bergoglio disse que isso poderá ser levado em consideração no caso da saúde fazer com que seja "impossível" continuar no seu ministério. "Mas não sabemos, Deus dirá", acrescentou ao ser questionado se tinha ideia de quando isso poderia acontecer.

Francisco também foi perguntado sobre os rumores de seu estado de saúde, incluindo se ele estaria tratando um câncer há cerca de um ano desde que se submeteu a uma cirurgia no cólon por conta de uma diverticulite.

"A operação foi um grande sucesso, mas se eu tenho [câncer], os médicos não me disseram nada", ironizou. Para a Reuters, o líder católico definiu os comentários como "fofocas da corte".

Sobre o atual problema no joelho, o argentino explicou que não quer fazer uma cirurgia porque precisaria tomar uma anestesia geral e, após a operação no cólon, ele sofreu com efeitos colaterais negativos.

Segundo Francisco, ele está com uma "pequena fratura" após ter feito um passo em falso enquanto um dos ligamentos do joelho direito estava inflamado. "Estou bem, estou lentamente melhorando", acrescentou dizendo que está fazendo um tratamento com laser no local.

Por conta dessa lesão, o chefe da Igreja Católica está se locomovendo apenas com cadeira de roda até mesmo no Vaticano e cancelou diversos compromissos de sua agenda.

Internacional