Famílias de reféns cobram retomada de negociação com Hamas

TEL AVIV, 4 DEZ (ANSA) - As famílias de reféns israelenses do Hamas pediram ao gabinete de guerra de Israel que retome as negociações com o Hamas "imediatamente".   

Em coletiva de imprensa nesta segunda-feira (4), representantes do grupo prometeram aumentar os protestos contra o governo do premiê Benjamin Netanyahu se a demanda não for atendida.   

A intenção dos familiares é se reunir a partir da manhã de terça (5) diante do Ministério da Defesa, em Tel Aviv, para se manifestar.   

O gabinete de Netanyahu, que tinha fixado um encontro com o grupo para quarta (6), está tentando antecipá-lo para esta segunda.   

"Se vocês não quiserem nos representar, nos dirigiremos a uma entidade internacional", disse Daniel Lifshitz, neto de um homem que continua sob poder do Hamas, Oded Lifshitz, e de uma mulher libertada pelo grupo, Yocheved Lifshitz.   

Estima-se que o grupo fundamentalista islâmico ainda mantenha cerca de 140 pessoas sequestradas. (ANSA).   

Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes